A humanização de marca é a chave de qualquer negócio!

A humanização de marca é a chave de qualquer negócio!

Partilha este post

Nunca se ouviu tanto falar de humanização de marca como hoje em dia.

As pessoas mudaram. Os hábitos de compra mudaram. As marcas… bem… algumas marcas mudaram e acompanharam as tendências. Outras… bem, outras estão no caminho certo para caírem no esquecimento.

As pessoas fazem negócios com pessoas. Basta pensares que nunca fizeste uma encomenda a uma empresa e nunca foste almoçar com uma empresa. Independentemente do cargo, todas as empresas são formadas por pessoas. E, quanto mais preocupadas com o cliente essas pessoas forem, melhor.

Mas o que significa afinal ter um negócio humanizado? Qual é o verdadeiro impacto dessa humanização de marca na captação de leads ou nas vendas?

É sobre isso que hoje falamos. Nas próximas linhas não vais só ler conceitos sobre este tema. Vais ler um pouco da nossa experiência na área digital.

Como usar a humanização de marca no Instagram?

Todas as redes sociais foram criadas com um objetivo: sociabilizar. E o Instagram não é diferente. É uma rede social “de e para” pessoas.

Todos nós somos humanos e é mais simples conectarmo-nos com uma pessoa do que com uma marca. Por exemplo, é mais simples conectares-te com o perfil da Filipa do que com o perfil da FindUp!

O que talvez não saibas é que a humanização de uma marca tem impacto na interação que os teus seguidores têm contigo e, consequentemente, na decisão de compra.

Ou seja, torna-se mais simples vender porque as pessoas sabem que existe alguém real por detrás daquele produto ou serviço. Conhecem as suas rotinas, gostos, desejos e dores e conectam-se verdadeiramente.

Isso leva à facilidade de reconhecimento e de lembrança (porque existe uma identificação visual – ou não – da pessoa). E, essa facilidade é essencial no momento da compra.

Ao mostrarmos elementos do nosso dia a dia, também criamos pontos de contacto e de interesse com a audiência.

No nosso caso, a Filipa mostra imensas vezes o Lucky, que é o beagle dela! Mas se não tens um cão, podes mostrar o teu gato, os teus filhos, as tuas plantas… Na verdade, podes mostrar aquilo que quiseres e que te torna quem és.

Gostas de ler? Partilha o livro que estás a ler neste momento.

Gostas de ouvir música? Partilha um álbum do teu artista preferido.

Gostas de estudar? Partilha quem é o teu mentor.

A melhor técnica de humanização de marca é partilhar!

Mas atenção, humanização de marca não é apenas e só mostrares a tua cara. Vai muito, além disso. É partilhares com a tua comunidade, as tuas dores, os teus desafios, aquilo que te fez chegar onde estás!

Os 5C’s de uma marca humanizada

Não sei se sabes, mas existem 5 C’s que ajudam a criar esta conexão. Ouvimos estes 5 pontos numa formação sobre Instagram. E, por mais estranho que possa parecer, faz todo o sentido.

Os 5 C’s são:

  • Cão – Ou gato ou periquito. A verdade é que os animais de estimação são um ponto de humanização de marca brutal. Afinal, quem é que nunca perdeu horas a ver vídeos de animais na internet?
  • Casamento – As pessoas gostam de ter a sensação que sabem muito da tua vida. Por isso, se estás num relacionamento estável, apresenta o teu parceiro à comunidade. Ele pode aparecer de relance e poucas vezes, ou fazer efetivamente parte do teu conteúdo. Vocês é que sabem qual é o nível de exposição que querem ter.
  • Casa – Mais uma vez, as pessoas são curiosas. Então quanto mais mostrares da tua casa, escritório ou cantinho de trabalho, maior será o sentimento de conexão. Aproveita e partilha também um pouco das tuas férias.
  • Comida – Quem nunca tirou fotografias à comida para partilhar nos stories do Instagram que mande a primeira pedra! A verdade é que receitas deliciosas ou receitas falhadas, têm tudo para dar certo nas redes sociais.
  • Carro – O carro que conduzes diz muito sobre quem és. E como ele está arrumado (ou não) também. Não precisas necessariamente de mostrar a matrícula ou o modelo do carro. É só mostrares as músicas que ouves ou as viagens que fazes em família.

Por que é que estes pontos ajudam a humanizar uma marca?

De forma simples isso acontece, pois estes 5 pilares ajudam a reforçar o imaginário da tua comunidade.

E, ao terem o reconhecimento em ti nestes pontos, vão querer alcançá-los e ter uma vida similar à tua. Por esse motivo, vão comprar a transformação que o teu produto vende. Porque eles querem ser como tu!

É importante lembrares-te que não precisas aparecer 24h por dia (não estás no Big Brother). Além disso, podes escolher o que partilhar e quando é que o queres fazer.

As pessoas não precisam de saber tudo sobre a tua vida. Na verdade, elas só precisam de ter esse sentimento.

Há outro ponto que precisamos frisar: existe uma diferença entre vida pública e vida privada. O primeiro ponto é tudo o que podes mostrar sobre a tua vida. Já o segundo é tudo o que as pessoas não precisam saber sobre ti (discussões, aspirações políticas, coisas indecentes…).

De relembrar que embora seja muito mais fácil humanizar um perfil pessoal, é também possível humanizar um perfil de marca. Não é fácil, mas é possível.

Isso ajuda a demonstrar que existem pessoas por detrás das marcas. E, quer queiramos, quer não, reforça a segurança na compra de um produto ou contratação de um serviço.

Agora a pergunta que temos para ti é: ainda achas que a humanização de marca não é para ti? Marca uma sessão de consultoria estratégica connosco e descobre como tornar a tua marca humanizada sem teres de estar a aparecer todos os dias.

Ver mais

Já conheces os 8 Ps do marketing

Já conheces os 8 Ps do marketing?

Graças à evolução tecnológica e à inserção dos negócios na era digital, melhorar conceitos mais antigos de marketing tornou-se essencial. Assim sendo, os 8 Ps do marketing são uma versão melhorada e atualizada da tradicional

Ler Mais »
7 tendências de design gráfico para 2024

7 tendências de design gráfico para 2024

Design gráfico: 7 tendências para implementares na comunicação visual Os últimos anos foram marcados por diversos acontecimentos impactantes: a pandemia, a guerra, o fortalecimento de movimentos sociais, o desenvolvimento de novas tecnologias… Quer queiramos, quer

Ler Mais »
plugins premium WordPress
Utilizamos cookies para garantir que tens a melhor experiência no nosso site. Ao continuares a usar este site, assumimos que estás satisfeito com as condições de utilização